((( Quem mexeu no meu iPod?)))
Quem Mexeu no Meu iPod?






8.10.08

É Claro que Você Sabe do que Estou Falando

Share



Miranda July, a autora do genial “É claro que você sabe do que eu estou falando”, é diretora de cinema, artista plástica, performática, atriz e mais o que ela quiser ser. Antes de comentar sobre o livro é preciso deixar de antemão um sentimento que percorreu toda a leitura do livro. Deu uma vontade incrível de antes de conhecer um novo amigo, colega, ou alguém com quem se estabeleça uma relação afetiva a vontade de sugerir a leitura desse livro, antes de mais nada. Antes que se perca tempo com auto – explicações e desculpas. Pois, o livro denota exatamente a sensação do tédio, do absurdo e, sobretudo da magia de que são as relações humanas.

"É Claro que Você Sabe do que Estou Falando" (tradução de Celina Portocarrero, lançamento da editora Agir) reúne 16 contos publicados originalmente em revistas literárias - "The Paris Review, Harper's" e "The New Yorker", por exemplo. O ponto comum entre as narrativas é a maneira como foram ambientadas: em lugares tão tranqüilos e entediantes. Os personagens de July parecem se dar conta do aprisionamento que esses ambientes pacatos causam em suas vidas e tentam empreender uma fuga, ainda que numa esfera apenas emocional.

A autora já tinha nos conquistado com seu filme: Eu você e todos nós de 2005 do qual assina roteiro, direção e ainda é a atriz protagonista. Tantas tarefas não a impediram de fazer um filme elogiadíssimo, com enorme carga autobiográfica e muito equilíbrio entre a tristeza e o humor dos personagens. Miranda colecionou premiações com o longa, como a Caméra d'Or no Festival de Cannes - concedido ao melhor filme de diretor estreante; escolha do júri em Sundance.

Para que vocês entendam do que estou falando, assista o curta metragem abaixo e percebam a sutileza, simplicidade e sobretudo, profundidade em que ela fala sobre as relações humanas



E se você quiser ler de fato, só baixar aqui.

Nenhum comentário :