((( Quem mexeu no meu iPod?)))
Quem Mexeu no Meu iPod?






27.2.08

Vampire Weekend, Beach House, Lykke Li e AGF

Share

Vampire Weekend – Vampire Weekend

De Nova York os Vampire Weekend laçam seu debut.Sensação desde novembro passado no circuito indie, Vampire Weekend é uma banda pronta para arrasar.A banda foi criada em 2006 por amigos da faculdade de Columbia e tiraram seu nome de um filme que seu vocalista fez para a escola, eles misturam batidas africanas, letras indies com alegria juntando instrumentos, fazem barulho, tudo para simplesmente criarem algo novo e fazerem música, e criam! "Upper West Side Soweto”, definido pela própria banda.Com punk, new wave e batidinhas de bateria que te perseguem Vampire Weekend é uma ótima estréia.Som delicioso!

Baixe aqui.

Beach House - Devotion

Segundo álbum do grupo Beach House que são: Victoria Legrand (teclado e vocal) e Alex Scally (guitarra, bateria).Bebendo de referências da Era Nico de Velvet Underground, a música de Beach House é como se fosse um segredo, com orgãos vagos, guitarra melódica e batidas amortecidas ecoando, uma música confortável.Mas a confortabilidade para por aí.Exemplo disso é a música "Some Things Last a Long Time" onde Alex Scally cria barulhos de serra com sua guitarra num ambiente assustador.Tão confortável quanto é o som de Beach House, são os momentos desconfortáveis (vide letra visceral de You Came to Me) que são os mais sedutores.

Baixe aqui.

Lykke Li - Youth Novels

Depois do EP Little Bit, a suiça Lykke Li lança seu primeiro álbum Youth Novels.A ninfa cuja meiga voz lembra as fofas Emilie Simon e Cocorosie, tem seu álbum muito bem produzido,no qual todas as faixas dariam um single.Fácil.Diante de inúmeras novas cantoras pop, o importante é se destacar e Lykke Li não decepciona: ora melódica, ora enérgica, a cantora utiliza o parece uma tendência: corais infantis (conceito realizado com sucesso pela dupla Justice).Músicas como Dance, Dance, Dance, Everybody But Me, Little Bit, I'm Good I'm Gone são provas que o pop suiço é o futuro, enquanto as faixas My, This Trumpet in my Heart e Hanging High mostram que a garota é também madura bebendo das fontes do folk e do blues americano (a la Chan Marshall) resultando num álbum vicioso e que melhora a cada faixa tocada repetidamente.Grande lançamento de 2008!

Baixe aqui.

AGF - Words Are Missing

Literalmente faltam palavras para comentar Words Are Missing,da alemã ANTYE GREIE, que é vocalista, cria softwares musicais, produz seus álbuns e é também e-poetisa.Lo-fi, eletrônico e minimalista, AGF cria através das 16 faixas uma atmosfera claustrofóbica esufocante deixando o álbum não tão acessível para ouvis não acostumados com o gênero, principalmente para AGF com seu downtempo extremo.Words Are Missing, seu 4º álbum solo deixa para trás as palavras e ao ínvés ela usa sua forte voz, batidas e zumbidos, criando também uma imensa paleta de sons únicos com softwares que transformam códigos em HTML em música.Ou seja, AGF é a pessoa mais digital que eu conheço.Destaque para a ótima trilogia de composições: Letters Make No Meaning (Weapons No War Germs No Disease) I, Cognitive Modules Party II e Ooops for Understanding III; e nos gritos desesperados de Presswehen (Incrível!).

Baixe aqui.

Notas:
/5
todos

Bônus:

The Touch - Le Night Dominator

Video dirigido por Jesper Bolmén e Rickard Wikström, The Touch é só mais um exemplo da esperança que a Suiça nos traz para o futuro.

Download:
The Touch - "Le Night Dominator" (DJ Assault Remix)
Spice Girls - "Wannabe" (The Touch Remix)

2 comentários :

Anônimo disse...

morena, faltou o link do primeiro disco?

abçs
zubreu

Zito disse...

devotion é disco do ano !