((( Quem mexeu no meu iPod?)))
Quem Mexeu no Meu iPod?






2.4.08

Patti faz exposição de registros pessoais

Share

Exposição do acervo de fotos de Patti Smith é inaugurada em Paris e deve passar ainda em 2008 em São Paulo.

Para muitas pessoas ela é simplesmente a madrinha do punk, mas Patti Smith já fotografava, pintava e desenhava muito tempo antes de ganhar fama com a música. "Desde 1967, eu desenho, escrevo e faço artes visuais, cinema e fotografia", disse a cantora norte-americana a jornalistas antes da inauguração da exposição.

Muitas das mais de 200 fotos em preto e branco (que constituem a exposição) possuem significados profundamente pessoais para Patti Smith. É o caso de imagens de talheres que pertenceram ao escritor francês Arthur Rimbaud, que ajudou a despertar seu interesse pela poesia. Há também fotos dos chinelos usados por outro amigo, o falecido fotógrafo Robert Mapplethorpe. (O Homem que fez a capa de "Horses", seu melhor álbum).



A foto marcante em preto e branco feita por Mapplethorpe de Patti Smith, em pose andrógina e desafiadora, fez da capa de seu álbum de estréia -- "Horses", de 1975 -- um marco instantâneo do movimento punk rock.
Patti Smith diz que gosta de cemitérios, que vê como sendo lugares de "beleza e contemplação".
Em seu próprio túmulo, ela gostaria de ver apenas uma palavra inscrita: "Trabalhadora".
Ela vai apresentar-se na Fondation Cartier, sozinha e ao lado de convidados como Tom Verlaine, ex-vocalista da banda Television, com a qual ela ajudou a criar o cenário pré-punk no legendário clube CBGB, em Nova York.

Com o amigo Robert Mapplethorpe
Isto é Punk, Baby!

Nenhum comentário :