((( Quem mexeu no meu iPod?)))
Quem Mexeu no Meu iPod?






9.3.16

Favoritos 2015 | Filmes

Share



Em ordem alfabética.

Beasts of No Nation
Este é um filme angustiante para assistir. Apesar das cores vivas, é sombrio como uma guerra deve ser. Um drama fascinante e terrível graças ao diretor e seus atores, principalmente os dois principais (Abraham Attah e Idris Elba).


Carol
Mais um acerto de Todd Haynes. Uma direção suave e contemplativa como a revelação de uma fotografia, um sentimento ou um quadro de Hopper. Blanchett para sempre.


Cobain: Montage of Heck
Uma biografia visceral.


Corrente do Mal (It Follows)
Finalmente um filme de terror bom!


DivertidaMente (Inside Out)
Não existe tristeza sem alegria. E nem medo sem tristeza e sem alegria e a raiva vem com a tristeza e a alegria e somos todos caos tentando funcionar. Melhor filme do ano junto com Mad Max.


Ex Machina: Instinto Artificial (Ex-Machina)
Trust no artificial bitch.


Grandma
Fazia tempo que não via um filme tão bom: uma comédia dramática sobre conflitos de geração. Ou resumindo em duas palavras: Lily Tomlin.


Heart of a Dog
Assustador e convidativo ao mesmo tempo. Uma peça rara que contempla a mortalidade.


Kumiko, a Caçadora de Tesouros
Não é uma mentira se você acreditar. Seria Kumiko ingênua ou doente mental? O final perfeito do filme não tenta resolver essa charada, mas vai fazer você sentir que viu algo hipnoticamente original.


Mad Max: Estrada da Fúria (Mad Max: Fury Road)
Obrigado George Miller por esta obra impressionante e genial!!!


O Cheiro da Gente (The Smell of Us)
A insatisfação de uns pode ser o prazer de outros... Mais um ótimo trabalho fotográfico de Larry Clark!


O Filho de Saul (Son of Saul)
Com uma câmera intimista que persegue seus personagens e com planos sequenciais corajosos e impecáveis conta-se a história de uma missão solitária e perigosa de um prisioneiro-escravo de um campo de concentração nazista. Uma experiência pertubadora onde a trama se monta por meio de emoções e desempenho físico do ator principal. Difícil de assistir e de esquecer.


O Quarto de Jack (Room)
O mito da Caverna versão cativeiro. Nem em "Making a Murderer" eu me senti tão mal. Um drama assustador e surpreendente onde a liberdade e a falta dela são explorados sem sentimentalismo e com uma precisão psicológica tocante. Os dois atores estão incríveis!


O Regresso (The Revenant)
Finalmente Iñarritu utiliza sua megalomania para contar uma história e não também defender um ponto de vista (como no horrível Babel e no ótimo Birdman) guiada pela câmera fenomenal de Emmanuel Lubezki e com a atuação poderosa de di Caprio num filme frio, trágico e visceral.


Os Oito Odiados (The Hateful Eight)
Apesar de muito longo, mais um grande filme de Tarantino! Destaque para a fotografia, diálogos políticos atuais, a trilha de Morricone e Jennifer Jason Leigh!


Phoenix
Um thriller dramático lindamente filmado e com um final que te quebra sem nenhuma palavra.


Star Wars Episódio VII O Despertar da Força (The Force Awakens)
O filme desperta uma nova energia e vida a uma franquia sagrada de maneira que tanto ressuscita a nostalgia e aponta para novos rumos promissores!


Vício Inerente (Inherent Vice)
Caralho hein, Paul Thomas Anderson, bateu uma onda forte! Não sei foi bad trip ou uma barato muito bom, mas você filma maravilhosamente bem... Meu diretor atual favorito. E o que dizer do sempre perfeito Joaquin Phoenix? Como ele foi ignorado nos prêmios de 2014?


What Happened, Miss Simone?
Longe das confissões que causam espanto e as divulgações que provocam simpatia, o diretor deixa um amplo espaço para longas sequências das performances de Simone.


Nenhum comentário :